17 setembro 2010

Anvisa esclarece suspensão de pílula do dia seguinte






Em virtude da suspensão da importação dos medicamentos Femina, Postinor Uno e Postinor 2 e para corretamente orientar as usuárias destes medicamentos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária vem a público esclarecer que os produtos que se encontram em comercialização no Brasil não apresentam risco para as usuárias.

A suspensão da importação é uma medida preventiva e foi adotada após a realização de uma inspeção pela Anvisa na fábrica localizada em Budapeste, na Hungria. Na ocasião, a Anvisa verificou que alguns procedimentos não estavam em conformidade com a legislação sanitária brasileira, como por exemplo, falhas em documentação. Estas falhas não representam risco ao produto e sua eficácia, mas são motivos legais e técnicos para suspensão da importação.
De acordo com informações do fabricante, as correções solicitadas pela Anvisa já estão sendo feitas e uma nova inspeção irá ocorrer no próximo dia 18 de outubro. A importação dos medicamentos voltará a ser realizada tão logo as condições de atendimento às normas sejam comprovadas.
Femina, Postinor Uno, Postinor 2 são conhecidas como pílulas do dia seguinte utilizadas para contracepção de emergência. Seu uso deve ser sempre orientado por um profissional médico ou farmacêutico.