26 outubro 2010

Ação apreende mais de 170 mil comprimidos em 11 cidades do país

Uma ação conjunta entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Polícia Federal (PF) e a Polícia Internacional (Interpol), deflagrada na última quinta-feira (21/10), resultou na apreensão de mais de 170 mil comprimidos de medicamentos falsificados, sem registro ou contrabandeados. O balanço apontou ainda que entre os medicamentos encontrados estão anabolizantes, emagrecedores, abortivos e antidepressivos.
A Operação Panacéia, que investigou a venda de medicamentos ilegais pela internet, cumpriu 23 mandados de busca e apreensão em 11 cidades brasileiras: São Paulo (SP), Fortaleza (CE), Nova Iguaçu (RJ), João Pessoa (PB), Juiz de Fora (MG), Divinópolis (MG), São Luis (MA), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH), Florianópolis (SC) e Vitória (ES). A operação ocorreu simultaneamente em 44 países.
Os medicamentos eram oferecidos em sites e redes sociais da internet e em classificados de jornais. Além de medicamentos, os fiscais também apreenderam munições, receituários e carimbos falsos, e anotações de clientes e fornecedores. No Brasil, cinco pessoas foram presas.