17 janeiro 2011

O Farmacêutico e o Processo Natural

(Texto de Luís Fernando Brum – Farmacêutico)

Envelhecer é um processo tão natural, que começamos esse processo logo ao nascermos. 
Ser farmacêutico também! A cada dia vivido na faculdade é um tempo a mais em nossa trajetória. O modo que cada um age, os hábitos, os estudos e o conhecimento que adquire serão decisivos para uma trajetória penosa ou, ao contrário, para uma etapa de maturidade profissional que não extingue o tempo das descobertas e da alegria de desfrutar a profissão farmacêutica. O que torna esse processo natural um fardo para muitos é o medo das limitações impostas.
É certo que quanto mais vivemos, maiores desgastes físicos impomos às nossas estruturas orgânicas, mas quanto mais experiências profissionais temos, maiores conhecimentos acumulamos. O corpo perde tenacidade, a massa muscular e os ossos diminuem, enquanto a gordura corporal aumenta... E nossa vontade de crescer profissional? Aumenta? Diminui? Como nos comportamos em relação a este processo natural de envelhecimento? Muitos permitem que este envelhecimento seja também profissional.

Vejo colegas farmacêuticos sucumbindo frente a diversidades, sinto muita falta do ímpeto juvenil acadêmico e da fome de conhecimentos, que está tão abrandada.
Os sentidos antes tão aguçados, naturalmente agora precisam de auxílios (óculos, aparelhos para perda de audição). Mas há outros que provem de nossa maneira desleixada de viver. Falta buscar, dentro de nós, o prazer de novos desafios, a ânsia de saber mais e mais, o senso de coletivo (afinal somos uma Categoria Profissional valorosa e necessária!) e o querer dividir conhecimento e experiências. Conhecimento é como o pão da Santa Ceia: Quanto mais o dividimos mais ele se multiplica!
Precisamos adotar hábitos saudáveis, na vida e na profissão, mas o mais importante é abandonar o sedentarismo.
Assim como a preocupação com uma velhice mais saudável e ativa vem se acentuando nas últimas décadas, segundo IBGE nossa expectativa de vida passou de 70 anos para 73 anos nos últimos 10 anos! Teremos que nos preocupar com a melhoria da qualidade de vida profissional farmacêutica, precisamos viver mais a Farmácia, precisamos viver mais em grupo, precisamos criar o TIME Farmacêutico, precisamos aumentar nossa expectativa profissional, e JÁ!
Segundo Walt Disney: 
“Sonhos existem para fazer a realidade, não durmo só para descansar, durmo para sonhar”.
Precisamos criar programas de aprendizado contínuo, participar mais da comunidade, nos integrar enquanto profissionais da saúde, buscar o bem-estar, continuarmos a aprender, voltarmos a “Faculdade que vivenciamos”.
O que podemos fazer em 2011 para obtermos mudanças dos hábitos em nível individual e coletivo?
As mudanças poderão ir desde a transformação da visão de mercado até mudanças sociais evolutivas. Precisamos transformar o inconformismo em relações de liderança e aumentar ou implementar as discussões focadas. Há forças querendo a mudança destes hábitos perversos e peçonhentos individualistas. Para mudar tais hábitos temos que tomar consciência de nós mesmos e dos acontecimentos a nosso redor. Começamos a nível local, pelos colegas desinformados que jogam fora seu tempo de estudo aceitando trabalhos desvalorizantes e medíocres, causando verdadeiras “inundações avassaladoras” na ética profissional. Acredito na reciclagem para salvar o meio farmacêutico. Mudar os conceitos punitivos para conceitos educativos de fato.
No mundo já tivemos oportunidade de assinar petições para acabar com o trabalho de animais em circos, com o abate nas touradas, com matanças discriminadas, inclusive de animais em extinção. E quando vamos assinar as nossas petições? Melhor quando vamos começar a redigi-las?
Mudanças de hábito são necessárias e possíveis. Imitemos bons exemplos, criemos outros que nos permitam habitar o mercado de saúde de forma equilibrada. Se cada um de nós, individualmente, contribuir com uma ação positiva, e coletivamente aderir a movimentos profissionais, propondo ações, certamente nosso futuro em 10 anos será outro. Nossa expectativa de vida profissional também aumentará!
Vamos buscar JUNTOS e como um TIME a nossa “fonte da juventude”!