28 fevereiro 2011

Anvisa prorroga prazo de vigência da 5ª Edição da Farmacopéia Brasileira

Os produtores de medicamentos do país terão mais 180 dias para se adequar à 5ª Edição da Farmacopéia Brasileira. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogou nesta segunda-feira (28) o prazo para entrada em vigência da nova edição do documento.
A Farmacopéia Brasileira é o Código Oficial Farmacêutico do País, que estabelece os requisitos mínimos de qualidade para fármacos, insumos, drogas vegetais, medicamentos e produtos para a saúde, por exemplo. O código contém 592 monografias, sendo que 367 destas fazem parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename).
A quinta edição representa uma revisão de todas as monografias e métodos farmacêuticos. Para sua elaboração, o trabalho contou com a participação de 225 pessoas, entre membros acadêmicos, representantes da indústria farmacêutica, Anvisa e Ministério da Saúde, entre outros.
Pela primeira vez, o compêndio está reunido em um documento digital, o que vai possibilitar fazer atualizações de forma muito mais simples e rápida. O código, que revoga as quatro edições anteriores, também estará disponível em papel, numa publicação comercializada pela Fundação Oswaldo Cruz.