31 março 2011

Anvisa e estados discutem desafios e compromissos para a vigilância sanitária

Os coordenadores das vigilâncias sanitárias dos 27 estados brasileiros estão reunidos, em Brasília, para discutir os desafios e compromissos para a gestão que se inicia em 2011. No encontro, os novos gestores de vigilância sanitária, que assumiram os cargos depois do último processo eleitoral, irão alinhar as propostas de atuação na área.


O diretor presidente em exercício da Anvisa, Dirceu Barbano, ressaltou a renovação nas coordenações.Dos 27 coordenadores estaduais de vigilância sanitária, 13 são novos nos cargos e 14 continuam da gestão anterior. “Estamos finalizando o terceiro mês de trabalho dessa nova gestão e esse é um momento oportuno de receber os novos gestores”, destacou.


Para o diretor, a principal agenda para a vigilância sanitária em 2011 e nos próximos anos deve ser a radicalização da descentralização da vigilância sanitária. “Descentralizar não significa transferir a responsabilidade para os estados e municípios, mas compartilhar de fato o fazer vigilância sanitária. Significa nos responsabilizarmos solidariamente”, afirmou. 


Nas secretarias estaduais de saúde, a renovação de gestores foi ainda maior. Segundo o Secretário Executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso, dos 27 estados, 21 têm novos secretários. “A renovação é fundamental para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), mas os trabalhos positivos que vinham sendo desenvolvidos precisam ser mantidos”, ressaltou.


O encontro “Desafios e Compromissos da Vigilância Sanitária para 2011” continua nesta quinta (31/3) e sexta-feira (1º/4), no auditório da Anvisa em Brasília. Além dos coordenadores estaduais, participam da reunião diretores e representantes da Anvisa, do Conass e do Conasems(Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).


Daniele Carcute