18 maio 2011

Anvisa suspende medicamentos

A Anvisa publicou, nesta quarta-feira (18/5), no Diário Oficial da União, a suspensão e a interdição de vários medicamentos irregulares.

A interdição cautelar é válida pelo período de 90 dias após sua data de publicação. Durante esse tempo, o produto interditado não deve ser consumido e nem comercializado. Já a suspensão dura o tempo necessário para a regularização dos produtos junto a Agência e também tem validade imediata após divulgação da medida no Diário Oficial. As pessoas que já tiverem adquirido algum produto dos lotes suspensos devem interromper o uso.

Confira os produtos e medicamentos suspensos na tabela abaixo:


Medida Produto Empresa Motivo
Suspensão da distribuição,comércio e uso RE Nº- 2.097 em todo o país. Lote nº 100153124 do produto CPHD- Bicarbonato de Sódio 8,4%, 5.000 ml. Empresa Fresenius Medical Care Ltda., localizada em Jaguariúna- SP. O produto apresentou resultado insatisfatório no ensaio de aspecto (presença de inseto).
Suspensão da distribuição, comércio e uso RE No- 2.098 no país. Os lotes 343B0037 e 343B0038 do produto Imunoglobulin 50mg/ml solução injetável 100ml+ Kit Infusão. Empresa Blausiegel Indústria e Comércio Ltda., localizada em Cotia- SP Foi constatado que o kit de infusão destes lotes não estão em acordo com o registro do produto.
Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso RE Nº 2.099 nacional. Todos os lotes dos medicamentos Calciolit 500 mg e Renal Vit,  fabricados a partir de 21 de fevereiro de 2011. Empresa Nutrovit Laboratórios Ltda., localizada em Curitiba- PR. Os produtos não atenderam a norma Nº 17/2010, que trata sobre as Boas Práticas de Fabricação.
Supensão da distribuição, comércio e uso RE Nº 2.100 em todo o país Lote 0905296 do medicamento Angipress 50mg, comprido. Empresa Biosintética Farmacêutica Ltda., localizada em São Paulo- SP. O medicamento apresentou problema no ensaio de dissolução.
Suspensão da distribuição, comércio e uso RE No- 2.101, em território nacional.
.
Lote P10F214 do medicamento Organoneuro Cerebral x 25 (Nitrato de Tiamina + Cloridrato de Piridoxina + Cianocobalamina + Ácido Glutâmico + Tartarato do Ácido Gama- Aminobutírico + Fosfato de Cálcio Dibásico)  Empresa Laboratório Gross S.A., localizada no Rio de Janeiro- RJ. Apresentou desvio de qualidade.
Interdição cautelar- RE No- 2.110 em todo o país. Os lotes nºs 3BC80, 3BE15, 3BE17, 3BE19, 3BE56 e 3BE54 do medicamento Noregyna 50 + 5 mg/ml. Empresa Cifarma Científica Farmacêutica Ltda., localizada em Goiânia- GO. Mostrou resultado insatisfatório no ensaio de volume da solução injetável.



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta terça-feira (17/5), no Diário Oficial da União, a interdição cautelar e a suspensão de produtos irregulares. As medidas valem para todo país.

O lote 3CA82 (Fab. 01/2010 e Val. 01/2012) do medicamento Vermiclase 40 mg/ml (Albendazol), fabricado pela empresa Cifarma Científica Farmaceutica Ltda., de Goiânia (GO), está sob interdição cautelar por apresentar resultado insatisfatório nos ensaios de Análise de Rótulo e Potenciometria.

Estão suspensas, também, a fabricação, distribuição, comércio e uso do produto Moreira Pecan, fabricado pela empresa Multiervas Naturais do Amazonas Ltda. O produto não possui registro na Anvisa e a empresa não tem autorização de funcionamento.

A interdição cautelar é valida pelo período de 90 dias após a data de publicação no Diário Oficial da União. Durante esse tempo, o produto interditado não deve ser consumido e nem comercializado. Já a suspensão é definitiva e tem validade imediata após divulgação da medida no Diário Oficial. As pessoas que já tiverem adquirido algum produto dos lotes suspensos devem interromper o uso.

Pâmela Paiva