07 novembro 2013

O insumo farmacêutico ativo Lorcaserin está suspenso.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária determinou, nesta quarta-feira (6/11), a suspensão da fabricação, importação, comercialização, manipulação e uso do insumo farmacêutico ativo Lorcaserin.
No Brasil não há nenhum medicamento registrado com este princípio ativo. O medicamento (comercializado com o nome Belviq) possuía registro na Europa até maio de 2013, mas foi cancelado depois que o Comitê para Produtos Medicinais de Uso Humano da EMEA (Agência de Medicamentos Européia) alegou que o medicamento não deveria ter sido aprovado para o tratamento de sobrepeso e obesidade. O produto apresentou potencial risco de tumores, particularmente com o uso em longo prazo, com base nos resultados dos testes laboratoriais.
De acordo com a RDC 204/2006, é proibida a importação e comercialização de insumos farmacêuticos destinados a fabricação de medicamentos que ainda não tiverem a sua eficácia terapêutica avaliada pela Anvisa.
A determinação foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira. Clique aqui para visualizar na íntegra.


Fonte : Imprensa / Anvisa