07 outubro 2010

Medicamento para reposição de imunoglobulina terá que ser recolhido

Foi determinada a suspensão da importação, distribuição, comércio e uso do medicamento injetável Octagam 5%, importado pela Octapharma Brasil Ltda. Todos os lotes do medicamento serão recolhidos pela empresa.  A decisão consta da RE 4611, publicada nesta quinta-feira (7/10), no Diário Oficial da União (DOU).

Notificações de eventos adversos registradas no exterior e que podem estar relacionadas ao uso do medicamento indicaram um aumento do risco de eventos tromboembólicos, como trombose, acidente vascular encefálico e infarto agudo do miocárdio.

O medicamento Octagam 5% é uma imunoglobulina humana obtida a partir de plasma sanguíneo e usada em pacientes com deficiência dessa proteína, que atua como um anticorpo.

Recomendações aos médicos

Os médicos  devem descontinuar o uso do medicamento em seus pacientes e acompanhar aqueles que fazem uso do produto na concentração de 10%, embora o problema não tenha sido verificado para essa concentração. Devem, ainda,  notificar, por meio do Sistema eletrônico de notificações (Notivisa) para as suspeitas de eventos tromboembólicos em seus pacientes durante o uso de Octagam.